Nossos Talentos

Ele conheceu a ADEVA quando tinha 18 anos de idade. “Fui office-boy na entidade”. Cego desde os 13 anos devido a uma inflamação intra-ocular (uveite), Sidney também já foi professor de Cobol pela ADEVA. Com múltiplos interesses, também fez parte do grupo de teatro amador formado em 2003 - “foi muito gratificante” - e sua atuação surpreendeu a todos na apresentação final, com casa cheia. Aliás, teatro é um dos seus hobbys, além das caminhadas em trilhas, em serras e montanhas.

Hoje, com 39 anos, casado e pai de dois filhos, Sidney Tobias de Souza não trabalha mais na ADEVA, mas continua por lá como um grande amigo e colaborador (faz parte da diretoria).

É analista de sistemas na Companhia de Processamento de Dados do Município de São Paulo, a Prodam, há 18 anos, responsável pelo sistema de arrecadação tributária.

Mas entrar na área de informática não foi fácil. “Na década de 1980, ainda não havia PCs e muito menos sintetizadores de voz. Ainda hoje é difícil fazer os cursos para atualização, promovidos pela empresa, pois os softwares normalmente não têm acessibilidade. É aí, então, que percebo a importância do trabalho da ADEVA, que oferece cursos pensando no deficiente visual, nas suas necessidades específicas. Recentemente, fiz lá os de Visual Basic e Delphi, contando com o suporte de sintetizador”, ele comenta.

Essa e outras dificuldades que enfrentou em decorrência da deficiência visual foram superadas “a partir do momento que eu aceitei a minha condição”, ele afirma. “Tudo ficou mais fácil, porque afinal não precisava esconder nada de ninguém; passei a agir com naturalidade e tem sido assim que as pessoas que convivem comigo agem: familiares, colegas de trabalho, da faculdade e meus irmãos de fé”, acrescenta.

“Evidentemente a cegueira impõe limitações, mas cabe a nós superarmos as dificuldades e expandir nosso espaço. Os obstáculos são como pedras e buracos numa trilha: ou você pula por cima deles ou, se não for possível pular, você os contorna.”

É o que ele vem fazendo. Este ano, conclui a faculdade de Administração de Empresas.

Jogo rápido

Signo – Irrelevante.

Cor – Azul.

Comida preferida – Arroz, filé e fritas, e muita salada.

Hobby - Trilha em montanhas e serras.

O que mais gosta na vida – Passar o tempo com minha família.

Um bom filme – A era do gelo (animação da Fox e Blue Sky Studios, 2002).

Um bom livro – O Velho e o Mar (Ernest Hemingway,1898-1961).

Estilo de música – Pop rock.

Cantor preferido – Herbert Vianna.

Sobre a deficiência visual – É algo com que aprendi a conviver.

Deus – É o soberano universal e ainda assim se importa comigo.

Religião – Testemunha de Jeová.

Família – Minha fonte de motivação.

Amigo – Importante para a vida.

Amor – Fundamental para a vida e para as relações humanas.

O que fazer para viver melhor – Valorizar a vida e não se prender a objetivos materiais.

Motivo para agradecer – Estar vivo.

Seu sonho – Ver a terra transformada em um paraíso.

Uma frase – “Só sei que nada sei.” (Sócrates, 470-399 a.C.)
Leia mais

Um comentário:

Marina Maia disse...

Puxa parabéns Sr. Sidney!!! Que o sr. contnue sendo essa pessoa de ouro...Continue escrevendo daí que eu continuo lendo daqui...Parabéns!

Postar um comentário